POSSO PROVAR CONTRIBUI
PARA A DEFESA DA MULHER
CONTRA A VIOLÊNCIA
POR MEIO DE PROVAS DIGITAIS
COM VALIDADE JURÍDICA

Sobre

Além das leis que apoiam a mulher, como a Lei Maria da Penha, Carolina Dickman, entre outras, e a delegacia da mulher, a tecnologia de blockchain pode ajudar a garantir provas on-line, evidenciado – inclusive no que fere à privacidade agora com o respaldo da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) e na defesa dos dados pessoais.

Diante disso, no Dia Internacional da Mulher (8 de março), será lançada o www.possoprovar.org, plataforma criada a partir de uma iniciativa da Bidweb Security IT e a OriginalMy para colher provas digitais, disponibilizando o recurso para a sociedade com o apoio da WOMCY (Women in Cybersecurity) capítulo Brasil, OAB, Experience Club, entre outros apoiadores.

O anúncio será realizado a partir das 18h em um evento que terá a participação do especialista em crimes cibernéticos Delegado Meneses, da Polícia Civil de Pernambuco, numa conversa online  com os apoiadores e demais interessados no debate sobre violência contra mulher.

“Especialmente em 2020, com a pandemia, as denúncias nas delegacias da mulher reduziram drasticamente, mas porque elas estão em casa e isso não significa que houve uma diminuição efetiva. Por isso, é com muito orgulho que anunciamos o Provas Digitais numa data tão significativa, unindo processos, tecnologia e pessoas que possam contribuir em evidências efetivas”, comemora Flávia Brito, CEO da Bidweb Security IT.

“Dessa forma, a OriginalMy contribuirá para que as mulheres vítimas de violência coletem provas online de forma gratuita por meio do PACWeb, da OriginalMy”, explica Flávia Brito.

Validade Jurídica

A PACWeb faz uma cópia completa do conteúdo que está sendo visualizado no seu navegador e gera um relatório comprovando a sua existência. A partir do relatório gerado pelo plugin, é criado código único e exclusivo, que identifica o documento.

Com a certificação em blockchain – tipo de tecnologia que aumenta a segurança dos seus dados -, é possível comprovar que a prova coletada não sofreu qualquer modificação, com o conteúdo sendo preservado mesmo que a ação original seja excluída.

Ele recebe ainda uma camada adicional de proteção que indica a data e horário exatos em que a prova foi coletada. Além disso, garante a validade jurídica porque a PACWeb já é reconhecida pelos Tribunais como válida em processos judiciais (art. 369 do CPC/2015).

Vale lembrar que a vítima precisa procurar uma delegacia, ou apresentar as provas a um advogado como prova que está sofrendo violência, importante e relevante que as provas coletadas por si só não servem de nada se não forem anexadas nas queixas ou processos judiciais.

Como Funciona

A cartilha e o vídeo vão ajudar a resolver todas as suas dúvidas. Portanto, veja o vídeo e leia a cartilha com o passo a passo com toda atenção.
Em casos críticos de suporte técnico, envie um e-mail para: contato@possoprovar.org, responderemos assim que possível.

Realização

Apoio